“Medo sentimento de viva inquietação ante a noção do perigo real ou imaginário, de ameaçar; pavor, temor; receio.” (Dicionário Aurélio)

Sinto minhas mãos suadas, meu coração dispara e uma aflição me atinge. Tenho medo só de pensar que tudo está ficando frio. Que o agora é tudo o que restou da minha felicidade passageira, de quando ainda via o céu brilhar. Por que ele não brilha mais?

Sei que lentamente ele vai dissipando-se no tempo, perdido entre o hoje e o nunca. Essa essência e inocência de uma época que não volta mais.

– Nanda Novaes

Categorias: Originais

Nanda

Escritora de longa data, escreveu e desistiu de várias histórias. Sua desistência não é apenas em histórias, criou vários blogs ao longo dos anos que nunca tiveram continuidade e eis que vem com um este projeto: um blog voltado exclusivamente de resenhas sem spoilers e alguns textos originais.

3 comentários

Hanna Carolina Lins de Paiva · 4 de abril de 2020 às 13:47

Que pensamento profundo. Mas realmente temos que aproveitar o hoje e saber que o tempo não volta.
Bjks!

Mundinho da Hanna
Pinterest | Instagram | Skoob

Denise Crivelli Nascimento · 8 de abril de 2020 às 21:39

Oi
bom o seu texto e me identifiquei com ele, eu sempre vivo aflita e nessa época a situação está meio ruim,

//momentocrivelli.blogspot.com/

Malu · 30 de abril de 2020 às 23:55

Nandaaa, que texto!
Me identifiquei em cada palavra!

Beijos, se cuida!
//www.20-primaveras.blogspot.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *